• Primeira compra com 10% OFF com o cupom NEWRP
0Item
Meu carrinho
Fechar pedido
Seu carrinho está vazio
    Banner
    Banner

    Gato Persa

    De rabugento, o Gato Persa só tem a cara! Um dos animais de estimação mais queridos do mundo, esse gatinho conquista qualquer ser humano com a sua tranquilidade, calmaria, a beleza de sua vasta pelagem e a independência: em resumo, a coisa mais fofa do mundo!


    Vindo diretamente de um país árabe, o nosso querido felino está presente no mundo todo e retratado em desenhos animados e nas telonas com personagens que possuem exatamente - ou quase - todo o temperamento, esperteza típicos da raça. 


    Tanto a quem possui um Persa para chamar de petmigo ou pensa em ter um companheiro desses, ficam as dicas sobre os cuidados da saúde, higiene, características, curiosidades e muito mais sobre esse amado gatinho: vamos lá?


    História

    O nome do gato Persa remete a seu país de origem, a Pérsia (chamado atualmente o Irã), mas ainda não há registros que digam em que ano e de que maneira surgiram, ainda que seja estimativa.


    A importação da raça à Europa começou quando mercadores italianos visitaram o país durante o século XVII e pegaram alguns gatos que andavam pela região. Quando retornaram para a Itália, o sucesso da raça foi imediato.


    Daí se realizou cruzamentos com outras raças de gatos - inclusive com o Angorá -, fazendo com que surgisse o Gato Persa como conhecemos hoje: encontrados em diversas cores e texturas de pelagem.


    Características

    Dono de pelos longuíssimos, volumosos e esvoaçantes, o Persa dá a impressão de ser grande: e é mesmo, pois mede por volta de 20 centímetros e pesa entre 3 a 6 quilos, sendo de porte médio a grande e de cauda beeem longa.


    O corpo musculoso é sustentado por patas curtas e ossos firmes. Já a cabeça é grande e arredondada, os olhos são do mesmo formato, as orelhas pequenas e no nariz achatado se enquadra no que chamamos de braquicefálico, deixando a carinha icônica que só ele tem. 


    Pelagem e Cores

    Começando pelos olhos, os gatos de pelagem clara tendem a apresentar olhos azuis ou marrom-claro, já os verdes ou azul-esverdeados são comuns em Persas pratas, vermelhos ou dourados. Ainda assim, muitos deles podem ter heterocromia, que significa um olho de cada cor.


    Sobre a cor dos pelos, aí vai um dado interessante: existem mais de 100 combinação de cores do Gato Persa. Já a textura das cores, pode ser de uma cor só, bicolor, malhado, escama e tabby; tricolores são só encontrados em fêmeas.

    Características

    • Energia

    • Apego ao dono

    • Amizade com crianças

    • Brincadeiras

    • Inteligência

    Temperamento

    A calmaria e inteligência do gato Persa faz com que ele seja amado por tantas famílias, sem falar na gentileza e docilidade certeiros em conquistar qualquer coração por onde passa.

    Geralmente, adaptam-se bem em seus novos lares, se dão bem com crianças e outros animais de estimação com toda a tranquilidade do mundo: e sim, adoram atenção e carinho, mas não exigem isso o tempo inteiro.

    Embora não seja habitual vê-los pulando entre móveis e prateleiras, preferindo ficar no chão, pode acontecer os surtos de filhote de vez em quando: assim, prepare-se para ver o seu Persa pulando saltitando freneticamente do nada.

    Mesmo com toda essa calma, o adestramento positivo é válido a todos os pets e use o poder de observação do nosso Persa a favor desse processo; assim, aprenderá as regras da casa de maneira simples e, quanto mais jovem for o gato, mais rápido absorverá o aprendizado. 

    Especificações da Raça

    Rações para o Gato Persa

    Saúde

    O Gato Persa tem uma estrutura física muito bem desenvolvida e um corpo bem musculoso. Mas, no quesito saúde, demanda atenção extra porque é uma das raças que mais tem problemas de saúde causados por razões hereditárias. 

    Assim, vamos conhecê-las e saber qual é a melhor maneira de evitá-las:


    Síndrome Braquicefálica - Todos os pets com o focinho braquicefálico podem ter reação alérgica e dificuldade respiratória ao ser exposto à poluição, temperaturas extremas e a fortes emoções. Por isso, sempre mantenha o seu bichinho calmo, longe de ambientes poluídos e sempre leve-o para passear em horários amenos.

    Atrofia progressiva da retina - O principal sintoma é a perda progressiva da visão, começando pela visão noturna. Assim, consulte o seu médico de confiança antes de castrar o gatinho. 

    Urolitíase - Também nomeada de cálculo renal, se caracteriza pela formação de cristais nos rins, resultando em fortes dores ao urinar. Assim, manter o seu pet sempre hidratado e dar alimentos com baixo nível de sódio e fósforo ajuda na eliminação desses cristais.

    Doença Renal Policística - Diferente dos cálculos renais, aqui falamos de cistos presentes nos rins do pet, ocasionando cólicas renais vez ou outra. Por ainda não ter cura, os cuidados como ingestão de água e alimentos com baixo nível de fósforo e corantes ajuda a prevenir as crises.

    Má oclusão dentária - O arco dentário inferior é maior que o superior, podendo afetar na mastigação de alimentos e até na respiração do gato. A única forma de tratá-la é o encaminhamento ao veterinário especialista nessa condição. 

    Doenças dermatológicas - A exposição do gato Persa a temperaturas altas pode levar a uma série de problemas, como micose, fungos, infecções, coceira e seborreia oleosa. Então, cuidar da higienização da pele e mantê-la longe do calor é o que previne tudo isso.

    Ainda que o nosso Persa tende a desenvolver esses problemas de saúde, não se assuste: as consultas periódicas com o veterinário e a prevenção asseguram a saúde e qualidade de vida que todo animal de estimação merece.

    Banner
    Banner
    Banner
    Banner

    Atividades recomendadas

    Um gato da raça Persa gosta de ficar sossegado no cantinho dele, descansando por horas e horas, igual ao nosso querido Garfield. Mesmo assim, a prática de exercícios físicos é parte do checklist dos cuidados com a saúde física e mental de um pet, sem exceções.

    O treinamento do felino durante os primeiros meses de idade é fundamental ao desenvolvimento do organismo e das atividades cerebrais e, sem dúvida, torna o adestramento e a resposta dos comandos mais fácil e rápida. Agora, se já é um adulto, a palavra-chave é paciência.

    Brinquedos como varinhas e jogos mentais são excelentes ao Persa por sua capacidade de observação, proporcionado mais diversão ao dono e ao gato. Gradualmente, insira bolinhas coloridas e ratinhos e, depois disso, as escadas de parede.

    Concluindo, estimule o seu felino frequentemente aos exercícios durante a interação com ele - principalmente quando ocorrer os surtos de filhote - dando um petisco como parte do treinamento positivo e respeitando sempre o ritmo dele: aí, é só sucesso! 

    Principais Cuidados

    Ademais da saúde e alimentação, o gato Persa necessita de alguns cuidados extras com a higiene por tender ao acúmulo de pelagem e secreções mais do que outras raças. 

    No entanto, é importante lembrar que todos os cuidados são importantes, pois deixam o seu amigo bonito, cheiroso e protegido de várias doenças. Por isso, vamos conferir com mais detalhes sobre eles:   

     

    Higiene

    O belíssimo pelo do Persa requer atenção extra para estar sempre brilhoso, macio, saudável e livre de nós. Sendo assim, o primeiro de todos é dar banho uma vez por mês usando produtos de uso veterinário que limpam e amaciam o pelo profundamente.

    Caso queira levá-lo ao banhista de confiança, a frequência é a mesma e a tosa leve no verão ajuda bastante. Em seguida, a escovação do pelo deve ser diária com luvas ou escovas de cerdas macias com a ajuda de um leave-in ou banho a seco se for preciso, evitando os temíveis nós.

    Além disso, os olhos e orelhas do pet merecem limpeza com solução adequada embebida com gaze ou algodão uma vez por semana e sempre que aparecer secreções, principalmente por acumulá-las facilmente.

    Por último, não podemos nos esquecer de aparar as unhas do bichano com arranhadores ou através do corte, pois todo gateiro sabe que isso é excelente em retirar a sujeira, e os móveis e cortinas continuam são e salvos. 


    Saúde

    O primeiro cuidado com o gato Persa é mantê-lo sempre em ambiente fresco e arejado, evitando que ele passe mal devido a sua baixa resistência ao calor. E claramente, siga a mesma orientação quando chegar as estações mais frias do ano.

    Uma dica que agiliza a vida do dono do gato Persa é ter um antipulgas e carrapatos na caixinha de remédios. Podendo ser de uso tópico ou oral, ele combate as pulgas e carrapatos na pelagem do pet em poucas horas e previne futuras infestações de 30 a 90 dias, dependendo do medicamento. 

    Outro medicamento básico é o vermífugo, feito para ajudar o organismo a eliminar os parasitas que se alojam no intestino, mais conhecido como protozoário. Caso não tenha recebido o tratamento após 8 semanas de nascimento, o animal deve ser tratado como método de prevenção.

    Mas extremamente importante é atualizar a carteira de vacinação do seu amigo: assegure que, com esse gesto, esteja protegido de diversas zoonoses ao entrar em contato com outros pets e humanos.


    Alimentação

    O gato Persa possui algumas características específicas em relação a muitas outras raças, não somente por causa de seu pelo exuberante, mas também pelo focinho e sua tendência em desenvolver problemas no sistema urinário.

    Sendo assim, existem rações específicas para atender as necessidades nutricionais do bichinho desde a mastigação até a boa qualidade das fezes. Quanto a mantê-lo sempre hidratado, a ração úmida é a opção mais deliciosa e nutritiva para ingestão dos líquidos e sempre disponibilize água corrente ao nosso amigo.

    Curiosidades

    Realeza: O Gato Persa era o mascote oficial da Rainha Vitória, a monarca mais jovem do Reino Unido que assumiu o trono com 18 anos. Ela sempre mantinha junto dela diversos animais da raça.

    Êêêê, Faraó: Muito antes da Rainha Vitória, o Gato Persa era considerado um animal sagrado no Egito Antigo.

    Estrela de cinema: O gatinho Snowball que aparece no filme “O Pequeno Stuart Little”, de 1999, é um Gato Persa.

    Garfield: Isso mesmo! O preguiçoso mais popular e amado entre crianças e adultos é da raça Persa, super conhecido pela personalidade sagaz e bem sarcástica, e nós adoramos!


    Perguntas Frequentes sobre o Gato Persa

    1 – Qual é a expectativa de vida de um gato Persa?

    O gato da raça Persa tem expectativa de vida entre os 10 e 17 anos.

    2 – O gato Persa convive bem com as crianças?

    O gato Persa se dá bem com crianças. No entanto, como é um pet que gosta mais de ficar no chão, oriente os pequenos sobre a maneira certa de brincar com ele.

    3 - O gato Persa gosta de visitas?

    O Persa até gosta de visitas e de interagir dos humanos, mas é mais introspectivo em relação a outras raças e não exige muito carinho e atenção: assim, é bom seguir o ritmo desse misterioso gato.

    4 – O gato Persa é inteligente?

    Com certeza! A inteligência do Persa consiste em observar tudo que está a sua volta, possuem maior facilidade de adaptação a um ambiente novo e são independentes.

    5 – O gato Persa é bom pra morar em apartamento?

    São os gatos mais buscados por quem mora em apartamento. Quem mora em casa térrea ou fazenda também pode adotá-lo pelo temperamento menos enérgico, contanto que proteja as possíveis rotas de fuga.

    6 – Um gato da raça Persa pode conviver com outros animais?

    Sim, o gato Persa é super tranquilo de lidar com gatos de outras raças e bichinhos de estimação em geral.

    7 – Um dono de estimação de primeira viagem pode adotar o Persa?

    O gato Persa é uma das melhores escolhas ao dono de primeira viagem devido ao temperamento calmo e os cuidados básicos com o bem-estar físico e mental dele.

    8 – O gato Persa pode ficar sozinho em casa por muito tempo?

    A independência do Persa facilita bastante nesse quesito e dá para ficar sozinho durante algumas horas do dia. Porém, nunca o deixe sozinho por muito tempo em qualquer lugar.

    Banner
    Banner